Categoria: O Contador de Histórias

Boemia…

Boemia…

– Eu precisava tomar o primeiro gole para tomar coragem. Assim começou o depoimento de Andréa. Há 6 anos que eu era seu analista, e nunca consegui encontrar o limiar que não me permitia o enquadrar como alcoólatra nem determinar suas dificuldades de relacionamento. Homens e mulheres passaram por sua vida sem que criassem raízes. …

+ Read More

Aquarelas

Aquarelas

Liguei pro Antônio no sábado pra saber como andava a vida. O cara me respondeu que estava tudo certo, mas eu senti um ar estranho naquele jeito de falar. Estava seco, ausente, uma resposta meio padronizada, sabe? Ele era do tipo de pessoa que todos sabiam da vida. Estava sempre online falando de tudo no …

+ Read More

Enganações

Enganações

Sexta-feira chegou bem safada. O sol resolveu não sair e deixou o dia com aquela cara de manhã recém acordada. Manhã manhosa, meio chovia, meio queria aparecer um mormaço. Meio litoral, sabe como é? Acordei era perto de meio dia. Quando eu digo perto, não pensem que era onze e pouco. Se duvidar já passava …

+ Read More

criado-mudo

criado-mudo

SMS: “Escrevi um email pra você” Abro meu Gmail, vou na pasta de SPAM e começo a vasculhar. Tem milhões de coisas do twitter, algumas do Google+, umas listas chatas que me colocam. Lembro do mecanismo de busca e escrevo o nome dela “Cibele”. 25 emails na caixa de SPAM mandados por ela. O único …

+ Read More

Na Rua Aurora

Na Rua Aurora

Ziguezagueei pela Rua Aurora, buscando o único poste que ainda brilhava naquela rua. Aquele era o centro sujo da minha cidade, que misturava o cheiro de pastel frito durante o dia inteiro com a poeira que os carros levantavam enquanto passavam lentamente naquele lugar de trânsito frenético. Os dois me enjoavam. Não sei o que …

+ Read More

Ter

Ter

Queria eu ter te desejado. Te desejado ainda mais. Quem sabe até ter te amado. Ter, mas não só em estado: em espírito. Ter sofrido desilusões ou ter vivido de ilusões. Ter te desesperado. Queria ter afagado teus cabelos e os alisado em minhas mãos. Ter afogado em meu choro de saudade. Ter saudado seu …

+ Read More

Cigarros e Finados

Cigarros e Finados

Você me avisou: vou ali comprar cigarros. Aquela desculpa imbecil que um dia falamos por nenhum dos dois fumarem, e que usaríamos quando resolvêssemos que era hora de voltarmos a viver no cada um por si. Era como aqueles dois tapinhas nas costas e a frase padrão “você é legal, uma pessoal especial, mas…” e …

+ Read More

Uma nova carta para você

Uma nova carta para você

Desci as escadas correndo. Eram apenas três lances, mas o carteiro estava na correria com o Sedex 10 e pediu pra eu agilizar. Passavam das nove e meia e eu ainda estava de pijamas. Joguei a calça que eu havia usado na noite anterior, calcei meus chinelos, coloquei a camiseta do avesso e desci com …

+ Read More

Cama Desarrumada

Cama Desarrumada

O relógio apontava a proximidade com as 5 da manhã de pela quinta-feira. Ele saiu às 3:30 do Jazz e passou pelo Club pra ver o que tinha por lá. Ela ficou no Club das 23:00 às 4:00 esperando algo acontecer – sabia que, no final das contas, se nada desse em nada ele passaria …

+ Read More

Minha Coleção de Vinis

Minha Coleção de Vinis

Eles estavam na cabine de DJ, ela sairia e ele continuaria a festa. Primeiro reencontro após o fim de um namoro rápido e intenso que tiveram. Mal se olharam na troca, com aquele misto de vergonha e descrédito, aquela situação delicada que só os fins de uma relação sabem criar. Ele abriu seus cases sobre …

+ Read More