Mês: setembro 2006

Com os pontos nos “i´s”.

Com os pontos nos “i´s”.

Por vezes há a espontaneidade do momento. Aquele ato que, mesmo falho, se dá por perfeito em suas vontades, em seu orgulho. Há, e como não haveria, os atos complexos, que mesmo quando perfeitos, deixam em si questões em aberto. E há as aberrações. Prazer. Então, descendo o sangue da cabeça, os pontos começam a …

+ Read More